Austríacos pedem afastamento de bispo por escândalo sexual

Um funcionário da arquidiocese de Vienapediu hoje ao Vaticano para que afaste um bispo encarregado deum seminário no qual candidatos a padre foram encontrados comimagens pornográficas de crianças. O bispo sob suspeita, KurtKrenn, acusou seus detratores de exagerar o escândalo. A polícia examinou os discos rígidos dos computadoresconfiscados no seminário de St. Poelten, a 80 quilômetros aoeste de Viena, dentro de uma investigação sobre pornografiainfantil. Segundo as autoridades, os discos continham até 40.000fotos e vários filmes, entre eles de pornografia infantil eoutras de seminaristas se beijando e se acariciando, assim comoseus superiores. Segundo o defensor de vítimas de abusos sexuais daarquidiocese de Viena, Helmut Schueller, apenas se Krennrenunciar "será possível abrir uma investigação a fundo". No entanto, Krenn, de 68 anos, que considerou as fotos apenas uma ?travessura tola?, voltou a negar que renunciaráe criticou seus acusadores. "Embora essas coisas tenham ocorridosob minha alçada, nada tenho a ver com elas", disse o bispoa uma rede de TV, acrescentando se tratar de um "exagêro" e deum "assunto da arquidiocese".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.