Austin: mercado deve reagir em alta ao Ibope

Agostini avaliou que os investidores estão no limite da tolerância com a política econômica conduzida pelo governo de Dilma Rousseff (PT)

FERNANDO LADEIRA, Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2014 | 18h57

O mercado deve reagir em alta à pesquisa eleitoral divulgada pelo Ibope nesta terça-feira,26, afirmou o economista-chefe da Austin Ratings, Alex Agostini. Para ele, ainda que os números tenham confirmado a expectativa do mercado por um forte crescimento de Marina Silva (PSB), o pregão de amanhã na BM&FBovespa deve começar com otimismo como uma forma de o mercado enviar um recado para o governo. Agostini avaliou que os investidores estão no limite da tolerância com a política econômica conduzida pelo governo de Dilma Rousseff (PT).

Mesmo com as especulações durante o dia de que Marina avançaria na pesquisa, o Ibovespa fechou em alta modesta, de 0,14%. Para o economista-chefe da Austin Ratings, os números do Ibope devem consolidar a expectativa de uma chance maior de a oposição vencer as eleições.

Agostini ainda acrescentou que Marina passa a ser o nome preferido do mercado. Não exatamente por conta do programa econômico proposto pela candidata, mas porque ela tem mais chances de vitória do que Aécio, representando uma possibilidade real de substituição ao governo atual, explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.