Aumento de salários terá ´efeito cascata terrível´, diz Bastos

O ministro da Justiça, Marcio Thomaz Bastos, afirmou nesta segunda-feira, em São Paulo, que o aumento de 90,7% nos salários de deputados federais e senadores terá "um efeito cascata terrível". "Eu tenho manifestado sistematicamente minha grande preocupação com esses aumentos. É claro que eu acho que um deputado ou senador devem ganhar bem, mas por outro lado é preciso olhar o momento que se pleiteia isso e as circunstâncias que isso pode desencadear em relação aos números das contas públicas", disse o ministro, que participou da cerimônia de assinatura de convênios entre a Superintendência da Polícia Federal (PF) de São Paulo e sete municípios paulistas - além da capital, Botucatu, Campinas, Franco da Rocha, Guarulhos, Mauá e Praia Grande. Os convênios permitirão que as guardas civis dessas cidades possam obter para seu efetivo a licença de porte de armas expedida pela PF. O comando das guardas poderá juntar todos os pedidos de porte feitos por seus homens e encaminhar à PF como uma só solicitação, com número único no Sistema Nacional de Armas (Sinarm). Antes, cada guarda civil tinha de pedir a licença diretamente à PF. Gafe Ao iniciar seu discurso durante a solenidade, Thomaz Bastos agradeceu a presença do prefeito "Celso Kassab", o que provocou risos comedidos do público. Gilberto Kassab manteve-se impassível à gafe do ministro, que não se corrigiu.

Agencia Estado,

18 Dezembro 2006 | 18h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.