Aumenta número de expulsões na PM-RJ

Segundo a corregedoria da Polícia Militar do Rio, o número de homens expulsos da corporação no primeiro semestre é 120% superior ao do mesmo período do ano passado. De janeiro a junho de 2001, 66 PMs foram excluídos, enquanto que, nos seis primeiros meses de 2000, apenas 30 policiais receberam esse tipo de punição. A maioria das denúncias contra PMs refere-se a atos de extorsão. Na Polícia Civil, 40 agentes foram suspensos e 12 demitidos por faltas graves, entre os dias quatro de janeiro e 13 de julho. As demissões no primeiro semestre de 2001 ficam num total próximo ao do ano passado: 16. Se o ritmo for mantido, o ano chegará ao fim com 24 expulsões. Um crescimento de 50%.Hoje, a Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco) prendeu o PM Roberto Ruiz Homem, do 16.º Batalhão de Polícia Militar (Olaria), acusado de pertencer a uma quadrilha especializada em assaltos a caixas eletrônicos. O policial foi preso na companhia de sete outros suspeitos, em um baile funk. Eles vão responder pelo roubo do caixa eletrônico de uma agência do Unibanco, em Vila Isabel, zona norte do Rio, ocorrido no sábado.O aumento na incidência de policiais militares envolvidos em crimes levou o comandante-geral da PM do RJ, coronel Wilton Ribeiro, a classificar parte de seus subordinados como "bandidos fardados". Na semana passada, ele pediu aos "bons policiais" que denunciem os colegas que praticam atos ilícitos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.