Augusto Nardes é eleito presidente do TCU

Texto atualizado às 12h28 do dia 06/12/12 para correção de informações

FÁBIO FABRINI, Agência Estado

05 de dezembro de 2012 | 16h49

BRASÍLIA - O Tribunal de Contas da União (TCU) elegeu ontem o ministro Augusto Nardes para o cargo de presidente para mandato de um ano. O plenário escolheu também Aroldo Cedraz para os cargos de vice-presidente e corregedor da Corte. Os dois tomam posse em 12 de dezembro, próxima quarta-feira, às 16h.

Nardes vai substituir Benjamin Zymler, que comanda o TCU há quase dois anos. Ele é o atual vice-presidente da Corte. Como ocorre tradicionalmente, o número dois de uma gestão é eleito para a presidência no período seguinte. O mandato de um ano poderá ser renovado por mais um, o que também é praxe.

Na sessão de quarta-feira, oito ministros votaram em Nardes. O novo presidente foi o único que votou de forma diferente, apoiando, oficialmente, o vice. Caberá a ele representar o tribunal institucionalmente, além de presidir as sessões de julgamento.

Gaúcho de Santo Ângelo, Nardes foi nomeado para o TCU em 2005, no governo do ex-presidente Lula. Formado em administração de empresas, com pós-graduação em estudos do desenvolvimento, ele exerceu dois mandatos de deputado estadual e três de federal. Antes de assumir vaga no tribunal, era filiado ao PP.

Já Cedraz é baiano de Valente e ocupa o cargo de ministro desde 2007. É médico veterinário, professor universitário, com doutorado em Hannover, Alemanha. Exerceu quatro mandatos de deputado federal. Ligado ao ex-senador Antônio Carlos Magalhães, morto em 2007, seu último partido foi o PFL.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.