Auditores fiscais protestam no Ministério da Fazenda

Os auditores fiscais da Receita Federal estão fazendo novo protesto no Ministério da Fazenda. Em greve desde o mês passado, os auditores reivindicam a reabertura das negociações salariais com o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid. O Sindicato Nacional dos Auditores Federais da Receita Federal (Unafisco-Sindical) usou desta vez da ironia para organizar a manifestação. No gramado em frente a entrada principal do Ministério, o Unafisco montou três barracas, sendo que a primeira indica as "esfihas do Rachid", a segunda a "Pizzaria do Palocci" e a terceira a "Lanchonete do Canal Verde, aqui tudo é liberado". O canal verde é uma sinalização do Sistema de Comércio Exterior (Siscomex) que indica que a mercadoria pode passar nas aduanas sem fiscalização. Na semana passada, a presidente do Unafisco, Maria Lúcia Fattorelli, acusou a direção da Receita de estar facilitando o canal verde para o desembaraço de mercadorias e com isso não prejudicar a balança comercial. A Receita Federal, no entanto, contesta veementemente a acusação.Em ofício encaminhado em 29 de abril à dirigente da Unafisco, o coordenador-geral de Administração Aduaneira substituto, Ernane Argolo Checcucci, afirma que em nenhuma hipótese houve qualquer ingerência política na seleção do Siscomex. Ainda no ofício o coordenador afirma que no sistema são utilizados critérios exclusivamente técnicos e que o ataque feito pela presidente do Unafisco é "desprovido de compromisso com a verdade". Na manifestação de hoje, o Unafisco promete fazer uma vigília com muito barulho até à noite e espera a participação de 400 a 500 pessoas, inclusive parlamentares convidados para o protesto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.