Auditores da Receita paralisam atividades pelo 2º dia

Sindicato informou que setor administrativo vai fazer novas paralisações se não houver acordo

Renata Veríssimo - Agência Estado

23 de agosto de 2012 | 12h06

BRASÍLIA - Pelo segundo dia consecutivo, os auditores fiscais da Receita Federal cruzaram os braços em protesto à proposta de aumento salarial feita pelo governo. Segundo o Sindifisco Nacional, a paralisação mobiliza o setor administrativo (chamado de zona secundária) do órgão. A estimativa do sindicato é de que a adesão está em torno de 70% dos servidores.

 

Nas áreas de fronteiras, portos e aeroportos, os auditores continuam realizando operação-padrão por tempo indeterminado. O movimento teve início em 18 de junho. Já as paralisações estão ocorrendo por 48 horas. O sindicato informou que os auditores do setor administrativo voltam a cruzar os braços nos dias 28 e 29 de agosto se não houver um acordo com o governo até lá.

 

Na quarta-feira a categoria realizou uma assembleia nacional para decidir se aceitaria a proposta feita pelo governo de reajuste de 15,8%, a serem pagos em três vezes, entre 2013 e 2015. O Sindicato tem orientado os servidores a não aceitarem a proposta. "A proposta de 5% a cada ano, a partir de 2013 até 2015, faz que com que se abra mão da inflação passada, entre o último reajuste, que foi em julho de 2010, até o próximo reajuste", destacou o presidente do Sindifisco Nacional, Pedro Delarue, por meio da assessoria de imprensa.

 

O sindicato informou que, com base em resultados preliminares, a votação realizada na quarta-feira mostra que os auditores estão seguindo a orientação da Diretoria Executiva Nacional de rejeitar a proposta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.