Atrizes da Globo vestem preto contra decisão do STF

Atrizes da novela Amor à Vida, da Rede Globo, foram trabalhar de preto em protesto pela decisão do Supremo Tribunal Federal de realizar novo julgamento para parte dos crimes dos réus do mensalão. A atriz Bárbara Paz postou fotos no seu Instagram: "Atrizes em luto pelo Brasil", diz a legenda. Ao lado de Bárbara, Carol Castro, Rosamaria Murtinho, Nathalia Timberg e Susana Vieira.

CLARISSA THOMÉ, Agência Estado

19 de setembro de 2013 | 20h17

A equipe de Amor à Vida gravava cenas da festa de casamento da personagem Paloma, na tarde de quarta-feira, 18. Coube a Ary Fontoura, num intervalo das gravações, atualizar o elenco sobre o voto do ministro Celso de Mello. "Quando ele voltou, ficamos todos tão estupefatos. Combinamos algumas pessoas de vir de luto. O que eu sinto é indignação", reagiu Rosamaria Murtinho.

"O que seria impossível, aconteceu. O STF é um poder que, quando decide uma coisa, ao fim só se faz uma coisa: cumpre-se. É a última instância. Ter um novo julgamento por quê? Por que é um julgamento político?", indagou Rosamaria.

Ela criticou alguns ministros. "O Celso de Mello precisava falar duas horas, como se pedisse desculpas pelo voto dele? O Toffoli, que foi subordinado ao Dirceu, deveria ter um pouco menos de cara de pau e ter se declarado impedido", disse, referindo-se ao fato de o ministro Dias Toffoli ter sido advogado do PT. "O Joaquim Barbosa estudou o processo por seis anos. E tem gente que entrou agora e está dando palpite; o Luís Barroso, que entrou outro dia."

A foto de Bárbara Paz foi reproduzida nas redes sociais. As atrizes receberam elogios e críticas. "Sou uma cidadã, sou um ser político. Tenho direito como qualquer pessoa a dar opinião", disse Rosamaria. Bárbara preferiu não dar entrevista.

Mais conteúdo sobre:
STFmensalãoatrizes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.