Atraso na votação do orçamento prejudica projetos e estatais, diz Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, enfatizou nesta quinta-feira, em entrevista à Agência Estado, que a votação do Orçamento Geral da União para 2006 é urgente, ponderando que projetos governamentais e investimentos das empresas estatais estão sendo prejudicados."Já estamos no final do quadrimestre e o projeto ainda não foi aprovado, prejudicando o andamento dos projetos", afirmou, lembrando que esta é a segunda vez, em período recente, que ocorre esse atraso na votação do Orçamento.Segundo o ministro da Fazenda, também os investimentos das empresas estatais estão sendo prejudicados. "Corre o risco de as empresas estatais ficarem sem investimentos", afirmou o ministro. Segundo ele, é a mesma coisa que "amarrar as mãos da Petrobras, cujos investimentos beneficiam muitos Estados e setores produtivos".Ele disse que a medida provisória editada na última quarta-feira pelo governo, abrindo crédito extraordinário no valor de R$1,775 bilhão para 10 ministérios e a Presidência da República, "é um paliativo, uma medida emergencial".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.