Atraso de Dilma em reunião com príncipes do Japão causa mal-estar

Presidente chegou mais tarde devido a encontro com Lula e ministros no Palácio de Alvorada

Carla Araújo e Tânia Monteiro, O Estado de S. Paulo

06 Novembro 2015 | 14h32

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff chegou atrasada para receber o príncipe e a princesa Akishino do Japão, no Palácio do Planalto, por causa de uma reunião com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com ministros no Palácio da Alvorada.

A agenda com os japoneses, que estava marcada para começar às 11 horas, teve início apenas às 11h20 e durou cerca de 40 minutos. O atraso foi criticado pela comitiva japonesa e chegou a causar mal-estar e constrangimento para alguns assessores dos príncipes do Japão. A tradição oriental é bastante rigorosa com horários. 

Dilma e os príncipes japoneses trocaram presentes e a presidente entregou ao casal uma mascote dos Jogos Olímpicos de 2016, que serão realizados no Rio de Janeiro, e os convidou para retornarem ao Brasil na ocasião. A capital japonesa, Tóquio, será sede dos jogos seguintes, em 2020. 

A presidente deve fazer uma viagem ao Japão no início de dezembro como retribuição e também como parte das celebrações dos 120 anos de amizade Japão-Brasil, comemorados este ano. 

Após o encontro com Dilma, os príncipes foram recebidos pelo ministro das Relações Exteriores, embaixador Mauro Vieira, que oferece um almoço a eles no Palácio Itamaraty. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.