Ato em Florianópolis reúne 10 mil pessoas, conforme a PM

O ato em Florianópolis, capital catarinense, teve início por volta das 16h30. Os manifestantes saíram do Trapiche, na Beira Mar Norte, em direção ao prédio da Polícia Federal. De acordo com cálculos da Polícia Militar, até por volta das 18 horas cerca de 10 mil pessoas aderiam ao movimento, trazendo à luz uma série bastante heterogênea de queixas, desde questões locais, como problemas crônicos de trânsito na cidade, até o pedido de intervenção militar, viés defendido por grupos pequenos, mas insistentes e barulhentos.

FÁBIO VENDRAME, ESPECIAL PARA AE, Estadão Conteúdo

12 Abril 2015 | 17h52

Prevalecem as palavras de ordem "Fora Dilma" e "Fora PT". O Movimento Brasil Livre coleta assinaturas para um abaixo-assinado a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff. "Quem não pula é comunista", pedem os alto-falantes nos carros de som. Os organizadores ainda não forneceram uma estimativa do número de participantes.

Em Blumenau, mais de 2 mil pessoas se reúnem em frente à Prefeitura, segundo informações da PM.

Mais conteúdo sobre:
ProtestosFlorianópolisBlumenau

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.