Atento a dissidências, PP formaliza apoio a Dilma

O PP formalizou hoje o apoio político à candidata do governo à Presidência da República, Dilma Rousseff. Dos 27 diretórios do partido, 20 oficializaram apoio, cinco são favoráveis ao candidato da oposição José Serra e dois diretórios permanecem neutros (São Paulo e Santa Catarina). O ato de apoio, na presença da candidata, foi comandado pelo presidente do partido, Francisco Dornelles (RJ).

JOÃO DOMINGOS, Agência Estado

14 Julho 2010 | 14h31

Segundo Dornelles, o apoio a Dilma foi resultado de consulta junto aos diretórios municipais e estaduais. Não houve um apoio formal do partido, para não criar dissidências. Por isso, o PP formalizou apenas o apoio político. Dornelles afirmou também que está colocando à disposição de Dilma a estrutura do partido: 5.154 diretórios municipais, 1,2 milhão de filiados, 5.135 vereadores, 555 prefeitos, 55 deputados estaduais e 41 federais.

Indagado se o PP não poderia ter outro destino se ele fosse confirmado como vice da chapa do candidato José Serra, Dornelles disse que "em política não existe se; existe o momento" e que o partido decidiu apoiar Dilma, porque está no governo Lula há oito anos, tem ministro e com ela poderá, provavelmente, aumentar de 41 para 60 o número de deputados federais.

Após a cerimônia de apoio do PP, Dilma embarcou para o Paraná. Amanhã ela ficará em Brasília, na sexta-feira irá para o Rio de Janeiro e no sábado estará em Jales (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.