Até sexta, Serra e Alckmin devem se decidir sobre candidatura

A expectativa geral dos participantes do jantar, realizado na última terça-feira em comemoração ao aniversário do governador de Goiânia, Marconi Perillo, é de que até sexta-feira, o prefeito de São Paulo, José Serra e o governador do Estado, Geraldo Alckmin, concluam as conversas reservadas que já iniciaram e dêem uma resposta ao partido. "Com certeza não passará de segunda-feira", garantiu o presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati. Mas ninguém no partido ousa fazer apostas, principalmente agora que Tasso transferiu a decisão para os dois interessados. O senador entende que não poderia convocar uma reunião da Executiva Nacional do partido para discutir uma questão que diz respeito diretamente aos dois e ao cenário político de São Paulo. Tasso disse que só tem conversado com Serra por telefone, mas estava seguro de que o encontraria ontem em Goiânia. Mas no início da noite, o prefeito telefonou para Perillo, avisando que estava envolvido com a greve de ônibus na cidade e que não poderia sair de São Paulo.Pela manhã, Perillo recebera Geraldo Alckmin que o acompanhou em inauguração de obras na cidade de Palmeiras de Goiás. O governador goiano não esconde sua preferência por Alckmin, apesar da admiração e dos elogios públicos que faz a Serra.

Agencia Estado,

08 de março de 2006 | 11h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.