Até 2010, tucano terá maratona de inaugurações

Até abril de 2010, prazo que chefes do Executivo têm para deixar o cargo para disputar as eleições, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), terá uma maratona de inaugurações na área dos transportes - setor prioritário para o tucano e no qual ele pretende deixar a sua marca como gestor.De dezembro de 2009 até abril de 2010 está prevista a entrada em operação de oito estações do Metrô na cidade de São Paulo, que atenderão, pelo menos, 1,1 milhão de pessoas até o final de 2010. As estações serão entregues antes de os projetos estarem totalmente concluídos. As operações das linhas terão início de forma intercalada: os trens passarão direto pelo locais ainda em obras."A cada mês, temos de 5 a 8 coisas para entregar à população", disse o secretário de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella. "O governador tem olhado com muita atenção para a área", acrescentou o secretário dos Transportes, Mauro Arce.O programa de ampliação dos transporte sobre trilhos foi batizado de Expansão São Paulo e prevê investimentos de R$ 20 bilhões entre 2007 e 2010. Ele abrange 17 projetos específicos, por meio dos quais o governo pretende entregar, até o final da gestão, 20 quilômetros quilômetros a mais de linhas do Metrô e 160 quilômetros de linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O programa é descrito pela propaganda governamental como "o maior plano de expansão e integração na história dos transportes metropolitanos".Serão inauguradas até abril cinco novas estações na Linha 4-Amarela e outras três da Linha 2-Verde. A Linha 4 começa a funcionar parcialmente em fevereiro, com 3 das 11 estações previstas. Até abril de 2010, cinco das seis estações da primeira fase estarão prontas. A última delas, a estação Pinheiros, onde em 2007 houve o desabamento que matou sete pessoas, ficará para agosto de 2010. A segunda fase, que completará todos os 12,8 quilômetros da linha, estará pronta apenas em 2012.No caso da Linha 2, o governador também vai inaugurar três das quatro estações previstas no plano de expansão do governo. A primeira estação a entrar em operação será a Sacomã, já em dezembro deste ano. Depois, em março de 2010, serão abertas as estações Tamanduateí e Vila Prudente.Além do transporte metropolitano, outras obras de infraestrutura viária no Estado devem ser inauguradas no ano que vem. A inauguração do trecho sul do Rodoanel deve ser entregue para a população em março de 2010, antes, portanto, do prazo de desincompatibilização estipulado por lei. O governo conseguiu antecipar a entrega, que estava anteriormente prevista para setembro. Há, também, e a expectativa de serem liberadas para o tráfego as obras do Complexo Anhanguera, que somam cerca de R$ 400 milhões e pretendem desafogar o trânsito na entrada da cidade de São Paulo pela rodovia.

Julia Duailibi, O Estadao de S.Paulo

28 de março de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.