Associação sai do papel em 60 dias

Que tal criar um sindicato? Pode até dar um pouco de trabalho, mas é como se fosse uma empresa que não vai falir nunca, porque é garantida pelo dinheiro do Estado, lembra um líder, que ironiza: e deve ser bom, porque quem está lá não quer sair nunca.A Constituição estabelece que cada categoria não poderá ter mais de um sindicato por base territorial, a qual, por sua vez, não pode ser menor que um município. A solução é sempre desmembrar sindicatos maiores, que representem mais de um município.Quanto ao número de pessoas que precisam se associar, a lei é vaga. Teoricamente, é possível fazer um sindicato com um grupo de amigos que sejam da mesma profissão e freqüentem a mesma mesa de bar.Basta fundar a entidade como associação e mandar documentos para o Ministério do Trabalho. Os documentos são simples: ata da assembléia-geral que fundou a entidade, estatuto assinado por três diretores, edital de convocação para a assembléia-geral, publicado no Diário Oficial e em jornal de grande circulação, comprovante de pagamento da taxa de pedido de registro.Em 60 dias, a Secretaria de Relações do Trabalho dará a resposta. Se não houver nenhum erro, estará fundado mais um sindicato brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.