Associação Nacional de Jornais repudia morte de fotógrafo

O presidente da Associação Nacional de Jornais(ANJ), Francisco Mesquita Neto, divulgou a seguinte nota a respeito do repórter fotográfico Luís Antônio da Costa:"A Associação Nacional de Jornais - ANJ lamenta com profundo pesar o assassinato do repórter-fotográfico Luís Antônio da Costa, morto atiros ontem, em São Bernardo do Campo, estado de São Paulo, quando, a serviço da revista Época, estava no exercício da profissão fazendo acobertura de invasão de um terreno particular.Repudiamos com veemência esse crime não só porque fez mais uma vítima no meio jornalístico, mas também porque a brutalidade atingiu asociedade brasileira ao ferir de morte um profissional que cumpria a sua missão de informar. Apelamos aos Poderes Públicos que restabeleçam, com a urgência que a gravidade dos fatos exige, o Estado democrático de direito regulado por uma Constituição Federal que garante aos indivíduos e à coletividade que a vida, a liberdade, a igualdade, a segurança e a propriedade sãoinvioláveis, assim como estabelece como um dos objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil a construção de uma sociedade livre,justa e solidária."Para ler sobre a morte do fotógrafo Luís Antônio da Costa: »Fotógrafo é baleado e morto em terreno invadido no ABC »Líderes sem-teto lamentam morte de fotógrafo »Revista Época divulga nota sobre morte de fotógrafo »Delegado evita lançar teorias sobre morte de fotógrafo »Últimas fotos de fotógrafo baleado não mostram o assassino »Alckmin e Thomaz Bastos lamentam morte e condenam invasões »Lula manda ministro acompanhar apuração da morte de fotógrafo »Polícia prende dois suspeitos da morte de fotógrafo »Dupla não é ´suspeita concreta´ de matar fotógrafo, diz delegado »Sem-teto e vereadores tentam diálogo com prefeito de S.Bernardo »Amigos e parentes do fotógrafo esperam prisão do assassino »Alckmin espera solução rápida para morte de fotógrafo

Agencia Estado,

24 de julho de 2003 | 22h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.