'Assisti com tristeza', diz Ciro Gomes sobre condenação de Lula

'O Brasil vive mais um capítulo dolorido de sua curta e dramática história democrática', disse em nota o pré-candidato à Presidência da República

Igor Gadelha, O Estado de S. Paulo

24 Janeiro 2018 | 22h03

Pré-candidato pelo PDT à Presidência da República, o ex-ministro Ciro Gomes disse nesta quarta-feira, por meio de nota, que viu com muita “tristeza” a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Ele afirmou que o momento exige reflexão e que segue na torcida para que o petista consiga reverter a decisão nas próximas instâncias da Justiça.

“Assisti com tristeza a condenação pela 8ª turma do TRF-4 do meu amigo e ex-presidente Lula. O Brasil vive mais um capítulo dolorido de sua curta e dramática história democrática. Penso que o momento exige muita reflexão e, mais do que nunca, atenção para que o devido processo legal seja respeitado. Sigo na torcida para que Lula consiga reverter a decisão nas próximas instâncias.”, declarou Ciro na nota, cuja pré-candidatura será lançada oficialmente pelo PDT em 8 de março. 

++ Eliane Cantanhêde: Candidatura Lula, uma ficção

++ Vera Magalhães: Julgamento estritamente técnico enfraquece tese do PT

Em julgamento nesta quarta-feira em Porto Alegre, o TRF-4 manteve, por 3 votos a 0, a condenação de Lula no caso do triplex no Guarujá (SP), decidida em julho de 2017 pelo juiz federal Sérgio Moro, que comanda a Operação Lava Jato na 1ª instância. Os desembargadores do tribunal não só mantiveram a condenação, como aumentaram a pena do ex-presidente para 12 anos e um mês - ante 9 anos e meio determinado por Moro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.