Assessoria rebate críticas sobre viagens de Campos

"Eduardo Campos é governador 24 horas por dia, não é por viajar para fora do Estado que ele descuida da administração". A afirmação é da assessoria de comunicação do governo de Pernambuco frente às críticas que o governador tem recebido pelo número de viagens que vem fazendo. Nesta semana, por exemplo, ele passou quatro dos cinco dias úteis fora de Pernambuco.

ANGELA LACERDA, Agência Estado

12 Abril 2013 | 20h44

De acordo com a assessoria, nos primeiros cem dias de 2013 o governador viajou para fora do Estado nove vezes, o mesmo número registrado no mesmo período de 2012. "Desde o primeiro mandato de Eduardo, ele entendeu que não podia governar Pernambuco isolado", explicou a assessoria. "Pernambuco foi campeão na atração de empresas - perto de 150 se instalaram no Estado - devido ao trabalho do governador, que, proativo, foi em busca de investimentos, mostrando que Pernambuco é um lugar de oportunidades".

A assessoria nega também que as viagens atuais tenham cunho eleitoral. Possível candidato à Presidência da República em 2014, Campos tem assumido discurso de oposição à presidente Dilma Rousseff e vem sendo recebido por militantes em eventos do PSB como "Eduardo presidente".

A viagem de dois dias a Washington (EUA), nesta semana, foi na função de chefe do executivo estadual, defendeu a assessoria. "Ele foi falar em um fórum (o Banco Interamericano de Desenvolvimento-BID), que somente em 2012 investiu R$ 1 bilhão no Estado".

"O modelo de gestão adotado por Campos e que tem sido alvo de aprovação do seu governo pela população", permite, segundo a assessoria, delegar tarefas e acompanhá-las através de "modernos instrumentos de comunicação e tecnologia da informação". Campos anda sempre com seu tablet.

As críticas da oposição ao governador na Assembleia - ele tem apoio de 40 dos 49 deputados estaduais - têm se estendido também à presidente Dilma Rousseff. "A antecipação da eleição de 2014 fez com que a agenda da presidente e do governador tenha sido política", afirmou a deputada tucana Terezinha Nunes. "Mesmo quando eles tratam da seca que tanto afeta a população do semiárido, discutem política". Nesta sexta, o governador visitou dois municípios do sertão - Carnaíba e Afogados da Ingazeira - em companhia do ministro da Integração, Fernando Bezerra Coelho, para fazer anúncios de obras de abastecimento d''água em parceria com o governo federal.

Mais conteúdo sobre:
Eduardo Campos viagens

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.