Assessora de Dilma é nomeada conselheira do BNDES

Erenice é apontada como responsável pela montagem do dossiê tucano; no novo cargo, terá verba adicional

Rosana de Cássia, da Agência Estado,

07 de abril de 2008 | 10h02

Erenice Guerra, a principal assessora da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, foi nomeada para a função de membro efetivo do Conselho Fiscal do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), segundo publicado nesta segunda-feira, 7, no Diário Oficial da União (DO). Erenice é apontada como responsável pela montagem do suposto dossiê com gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, sua esposa, Ruth Cardoso, e ex-ministros.   Veja Também: Álvaro Dias diz que tudo foi 'armado' Dossiê com dados do ex-presidente FHC  Entenda a crise dos cartões corporativos  Forúm: Quem ganha e quem perde com a CPI? Casa Civil faz 'caça às bruxas' para achar 'espião' do dossiê Oposição vai questionar Dilma sobre dossiê contra FHC em comissão Garibaldi lerá pedido que cria CPI no Senado      Erenice vai substituir César Acosta Rech, cuja exoneração a pedido, também foi publicada nesta segunda. Pela nova função, Erenice receberá verba adicional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.