Assessor do ministro da Saúde morre durante visita à Campinas

Milton Vasconcelos teve enfarte agudo do miocárdio; Padilha lamentou a perda de "grande profissional e amigo"

Agência Estado e estadão.com.br,

18 de dezembro de 2011 | 11h46

O jornalista e chefe do cerimonial do Ministério da Saúde, Milton Vasconcelos, que acompanhava o ministro Alexandre Padilha numa inauguração ontem em Campinas (SP), morreu vítima de um enfarte agudo do miocárdio.

Em seu twitter, o ministro informou que "Miltinho", como era conhecido o assessor, passou mal no lado de fora da cerimônia de inauguração do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e que foram feitas as tentativas de reanimação por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que estavam no local. Ele chegou a ser transferido para o hospital Mário Gatti, em estado gravíssimo, mas não resistiu.

Em nota oficial do ministério, Padilha e dirigentes lamentaram a perda do "grande profissional e amigo". Ainda ontem, na rede de relacionamentos na internet, Padilha escreveu "estamos muito tristes" e classificou o profissional como "muito extrovertido". O ministro cancelou sua agenda em Guarulhos em Itanhaém para acompanhar o traslado do corpo ao Piauí, onde moram os familiares do assessor.

De acordo com a rede de televisão EPTV, o chefe de cerimonial tinha 36 anos e, segundo o ministro Padilha, já tinha histórico de problemas cardíacos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.