Assessor de Sarney vê 'intuito político' em vazamento

O presidente do Senado, José Sarney, informou por intermédio de sua assessoria que não comentaria a suspeita de que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) teria comunicado a família Sarney supostamente sobre um processo judicial que corria em sigilo. Mas o seu assessor de imprensa, Fernando César Mesquita, criticou o vazamento desse documento. ?Isso é uma campanha política irresponsável. Esse inquérito é sigiloso e está sendo distribuído a jornalistas com intuito político?, afirmou.Eduardo Ferrão, um dos advogados de Fernando Sarney, afirmou que só poderia saber o teor da conversa se ?colocasse os interlocutores frente a frente e perguntasse o que houve?. ?Seria essa Abin o órgão de informação do governo? Não sei. Eu precisaria saber o que estava acontecendo". A assessoria de imprensa da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) informou que não se posicionaria sobre o caso. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.