Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Assessor de Lula diz que agenda com EUA para G20 ''já está desenhada''

Segundo Marco Aurélio, pauta temática inclui regulamentação financeira, pacotes de estímulo e paraísos fiscais

Patrícia Campos Mello, NOVA YORK, O Estadao de S.Paulo

16 de março de 2009 | 00h00

O assessor de Assuntos Internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia, afirmou que a agenda do grupo de trabalho Brasil EUA no G20 "já está desenhada" e vai incluir regulamentação financeira, pacotes de estímulo e paraísos fiscais. "A agenda já está desenhada, o grande problema é como vai ser a coordenação da ação no interior de cada país e globalmente", afirmou Marco Aurélio. "E o pepino maior está aqui nos Estados Unidos, como disse o presidente Lula (ontem em reunião com o presidente Barack Obama)", ressaltou ele, na saída do hotel The Plaza, onde estão hospedados o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a ministra Dilma Rousseff, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles.Eles estão em Nova York para participar do seminário Brasil: parceiro global em uma nova economia, promovido pelos jornais Valor Econômico e The Wall Street Journal. Segundo Marco Aurélio, um representante designado pelo secretário do Tesouro americano, Timothy Geithner, e outro escolhido pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, devem começar a costurar propostas para o grupo de trabalho.Segundo Ottoni Fernandes Jr., secretário executivo da Secretaria de Comunicação da Presidência, são esperados 230 empresários, a maioria de pessoas que decidem investimentos, como economistas chefes e executivos de fundos de private equity (que compram participações em empresas). O seminário é parte de uma estratégia para promover a marca Brasil no exterior.O presidente Lula vai assistir ao seminário de manhã e fará um discurso na hora do almoço. À tarde, ele dará entrevista a Fareed Zakaria para o programa Fareed Zakaria GPS, na CNN, focado em questões internacionais. Lula volta para Brasília no fim do dia.CONTATOSMarco Aurélio explicou que o Brasil também vai ter grupos de trabalho com outros países, não apenas com os Estados Unidos. "É nosso interesse multiplicar contatos, sobretudo com aqueles países com os quais temos mais afinidade, para chegar ao mais depurado possível em termos de proposta para o G20", afirmou.O assessor especial da Presidência minimizou a importância dada ao fato de Obama ter dito que a tarifa sobre o etanol brasileiro não será eliminada da noite para o dia. "Evidentemente não seria em um sábado de manhã no Salão Oval que essa questão seria resolvida", comentou.Marco Aurélio afirmou que a questão dos biocombustíveis foi levantada de forma enfática na reunião com o presidente americano e em seu encontro com o titular do Conselho de Segurança Nacional, general James Jones. Ele se disse otimista no longo prazo, porque Obama já declarou que quer mudar a matriz energética americana.Na frente do hotel The Plaza, que fica bem perto do Central Park, havia uma aglomeração de curiosos durante quase todo o dia. Muitos estavam tirando fotos dos jornalistas e ficaram ali esperando, depois de um boato de que o ator Brad Pitt estaria hospedado no hotel - muitos continuaram, mesmo depois de saber que se tratava do presidente do Brasil. FRASESMarco Aurélio GarciaAssessor de Assuntos Internacionais"É nosso interesse multiplicar contatos, sobretudo com aqueles países com os quais temos mais afinidade, para chegar ao mais depurado possível em termos de proposta para o G20""Evidentemente não seria em um sábado de manhã no Salão Oval que essa questão (as tarifas sobre o etanol) seria resolvida"

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.