Assessor de Conde confirma pedido

O ex-vice presidente da Feema e coordenador da campanha de Luiz Paulo Conde à Prefeitura do Rio em 2004, Ricardo Rotemberg, admitiu ontem ter feito a solicitação não apenas à Angraporto, mas também a outras empresas. Frisou, porém, que à época estava fora da Feema há alguns meses e dedicava-se integralmente à campanha. "Pedimos ajuda a várias empresas. Mas da Angraporto não recebemos nada", garantiu.O prefeito de Angra, Fernando Jordão, confirmou ter recebido ajuda dos sócios de Angraporto, através da Angra Off Shore - R$ 25 mil, declarados à Justiça Eleitoral. "Se falaram em mais estão usando o meu nome em vão."Aurélio Marques, ex-deputado que trabalha no governo de Sérgio Cabral, garante que nada recebeu. O deputado Carlos Santana (PT-RJ) assume que indicou o presidente de Docas, mas nega ter recebido qualquer ajuda financeira de Angraporto.A Companhia de Docas não quis se pronuciar a respeito. Seus ex-diretores - Luiz Rafael D?Oliveira Mussi e Valmir Valle, não foram localizados. O sócio de Angraporto, Wladimir Pereira Gomes , ao ser questionado pelo juiz da 4.ª Vara Federal, Flávio Oliveira Lucas, disse não se lembrar dos e-mails.Sérgio Tamer, presidente do PR, partido que substituiu o PL, através de sua assessoria disse que "não tem conhecimento dos procedimentos e não responde por eventuais atos cometidos por filiados ao antigo PL".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.