Assessor da Casa Civil Gabriel Laender pede exoneração

O advogado Gabriel Boavista Laender foi exonerado "a pedido" do cargo de assessor da secretaria executiva da Casa Civil da Presidência da República. A portaria de exoneração foi publicada hoje no Diário Oficial da União. Laender é suspeito de envolvimento no esquema de lobby da Casa Civil durante o mandato de Erenice Guerra no ministério.

ROSANA DE CASSIA, Agência Estado

09 de novembro de 2010 | 12h56

Ele era advogado da empresa de telefonia Unicel, que, segundo denúncia da revista Veja, teria sido beneficiada pela Anatel para atuar no ramo de telefonia móvel via rádio. Depois disso, ele foi para o Palácio do Planalto. Na Casa Civil, trabalhou ao lado de Vinícius Castro, também acusado de participar de suposto esquema de favorecimento de empresas em troca de propina e que pediu demissão ainda no início das acusações. Os dois já prestaram depoimento na Polícia Federal (PF).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.