Assessor abre gabinete presidencial a grupos de cultura

Assessor e amigo de Lula, Gilberto Carvalho aproveitou a ausência do presidente, que nesta sexta-feira estava em Davos, para abrir o gabinete do terceiro andar do Palácio do Planalto a 150 adultos e crianças que participam de grupos de cultura popular do Vale do Jequitinhonha e do semi-árido nordestino. Em grupos de 15, os visitantes puderam ver os móveis e obras de arte da sala onde o presidente trabalha. "Ao contrário do que dizem, ele trabalha muito, chega às 9 horas e pode sair depois das 23 horas", afirmou Carvalho.Os artistas estavam em Brasília para um evento promovido pelo Sesi. Músicos, palhaços, integrantes de ternos e reisados e pernas de pau se impressionaram com o gabinete presidencial. O assessor de Lula explicou que a mesa usada pelo presidente pertencia ao Palácio do Catete, sede da Presidência até 1960. O gabinete é repleto de atlas geográficos e imagens de santo. "O presidente gosta muito de mapas", disse Carvalho. A decoração da sala inclui também um pequeno pé de pimenta, planta utilizada por supersticiosos que querem afastar energias negativas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.