Assentados ocupam prédio do Incra no Paraná

Cerca de 100 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupam desde ontem a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) de Francisco Beltrão, distante 450 quilômetros de Curitiba. Eles pedem a liberação de recursos e assinaturas de contratos de concessão da terra. Nesta quinta-feira pela manhã, o órgão federal esteve fechado para o atendimento ao público.Os sem-terra pertencem ao assentamento João de Paulo, localizado a cerca de 25 quilômetros de Francisco Beltrão, que está sendo criado pelo Incra. O órgão espera fechar um acordo com trabalhadores rurais ainda hoje para a desocupar o prédio. O chefe do escritório regional do Incra em Francisco Beltrão, Carlos Carbone, diz que a ação é pacífica. Já os integrantes do MST prometem permanecer no local até que haja uma definição sobre os pedidos encaminhados ao Incra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.