Assentados mortos em cilada são sepultados no Pará

Dois trabalhadores rurais que viviam no assentamento Serra Azul, em Cumaru do Norte, a oitenta quilômetros de Redenção, no sul do Pará, foram sepultados hoje. Eles foram encontrados mortos dentro de um matagal pela polícia. Eles apresentavam perfurações de bala pelo corpo e marcas de pauladas na cabeça. A disputa pela posse de lotes de terra e de gado do assentamento teriam motivado o crime.Os corpos de Jerônimo Gonçalves Souza, de 31 anos, e Manoel Pereira, 62, foram sepultados no cemitério de Cumaru do Norte. O delegado de Redenção, Raimundo Xavier de Souza, informou que três homens foram presos acusados de participação no crime. Brauner Batista, Lourival Rodrigues da Silva, o Bora, ex-genro de Manoel, e Márcio Pereira Reis, o Baixinho, sobrinho de Jerônimo, teriam armado uma cilada para as vítimas. Com a morte de Manoel e Jerônimo, os três pretendiam ficar com seus lotes de terra e 60 cabeças de gado das vítimas. "Foi tudo tramado e executado pelos três", afirmou o delegado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.