Assembleia em MG tem sessão suspensa após morte

A notícia sobre a morte do ex-vice-presidente José Alencar levou os deputados estaduais mineiros a suspender os trabalhos na Assembleia Legislativa do Estado na tarde de hoje. Além da reunião ordinária durante o dia, havia ainda uma reunião extraordinária marcada para a noite, com previsão de votação de uma série de vetos e de projetos como o que extingue a pensão vitalícia para ex-governadores de Minas.

EQUIPE AE, Agência Estado

29 de março de 2011 | 19h20

Segundo a assessoria da Assembleia, a Casa deve promover uma sessão solene em homenagem a Alencar e os projetos previstos para serem votados nas reuniões suspensas vão voltar à pauta, mas ainda não há data prevista. Ainda de acordo com a assessoria, amanhã não haverá sessão porque a maioria dos parlamentares deve seguir para Brasília para acompanhar o velório do ex-presidente.

Santa Catarina

Em nota oficial, o governador de Santa Catarina Raimundo Colombo (DEM) prestou condolências à família do ex-vice-presidente reconhecendo na sua figura de homem público como um "grande brasileiro". Colombo destacou que o seu esforço, a sua luta, sua fé e sua capacidade de superação emocionaram o Brasil inteiro. "Não há quem não tenha se sensibilizado com sua superação, com sua vontade de viver, as vitórias na iniciativa privada e seu exemplo de homem público. Não há um brasileiro que não sinta orgulho do exemplo e da pessoa de José Alencar. Esse foi um grande brasileiro", destacou.

Ceará

O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), chamou Alencar de "mestre da coragem e da serenidade". Cid destacou o apoio que o ex-vice-presidente deu ao então presidente Lula na "cruzada pela redenção econômica e erradicação da miséria". O governador informou que vai ao velório de José Alencar, em Brasília.

A prefeita de Fortaleza , Luizianne Lins (PT), disse que Alencar foi "um exemplo de amor à vida e ao Brasil". Na opinião dela, ele será lembrado para sempre como o ex-vice-presidente que, de maneira discreta como bom mineiro que era, ajudou o presidente Lula a reconstruir o Brasil. "Nos últimos anos, acompanhamos sua luta contra a doença, que,apesar da gravidade não o abateu em nenhum momento. E a sua postura só fez crescer no coração dos brasileiros o carinho, respeito e admiração por esse homem público que vai deixar saudade", declarou.

Pernambuco

O governador Eduardo Campos decretou luto oficial em Pernambuco em homenagem ao ex-vice-presidente da República. O governador referiu-se a Alencar como "um grande brasileiro", que ao longo dos últimos anos "deu uma prova e um exemplo de amor ao Brasil, de amor ao trabalho, de coerência política e, sobretudo, de amor à vida, de coragem para enfrentar adversidades".

"José Alencar deixa um grande exemplo", reiterou. "Um exemplo de empreendedor, de político e de alguém que soube, sem se queixar da vida, enfrentar uma doença grave com muita coragem, com muito amor à vida e ao Brasil".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.