Assembleia do Rio eleva salário de Cabral em 5,8%

Decisão da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) elevou o teto do funcionalismo do Estado em 5,8% em 2014, a partir do reajuste concedido ao governador Sérgio Cabral (PMDB) - que serve como balizador para vencimentos do Executivo fluminense. De acordo com a proposta da Comissão de Orçamento, Fiscalização Financeira e Controle da Alerj, o vencimento do governador vai de R$ 20,6 mil para R$ 21,8 mil mensais. A elevação beneficia, por exemplo, integrantes de postos de coronel da polícia e auditores fiscais. O vice-governador receberá, em 2014, R$ 18,4 mil mensais, assim como os secretários. Já os subsecretários receberão R$ 16,5 mil.

ADRIANO BARCELOS, Agência Estado

18 Dezembro 2013 | 23h17

Mais conteúdo sobre:
RioCabralreajuste salarial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.