Assembleia do Rio aprova reajuste de 5% a Cabral

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou ontem, em discussão única, projeto de lei da Comissão de Orçamento, Fiscalização Financeira e Controle da Casa que fixa em R$ 13.403 o subsídio mensal para o governador, que atualmente é de R$ 12.750,00, e em R$ 10.017 o do vice-governador e dos secretários de Estado. A medida representa um aumento de 5% ante ao que os ocupantes dos cargos recebem atualmente, o que equivale ao reajuste concedido este ano pelo Executivo e demais poderes.

RICARDO VALOTA, Agencia Estado

17 de dezembro de 2009 | 11h23

A regra terá efeitos a partir de janeiro do ano que vem. Como o teto do funcionalismo do Estado está atrelado ao salário do governador, os deputados aproveitaram a votação para iniciar as discussões sobre a revisão deste limite, tido como baixo pelos parlamentares.

Tudo o que sabemos sobre:
reajusteSérgio CabralAssembleiaRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.