Assembléia do CE deve instalar CPI do Judiciário

A Assembléia Legislativa do Ceará deve instalar na próxima semana a CPI do Judiciário para investigar suspeitas de casos de corrupção envolvendo juízes e promotores. As possibilidades de abertura da CPI aumentaram com as declarações do novo presidente do Tribunal de Justiça (TJ), desembargador Haroldo Rodrigues. Ao tomar posse, quinta-feira, Rodrigues afirmou que as denúncias contra o Judiciário são de responsabilidade da Justiça, dando a entender que esse papel não caberia ao Poder Legislativo. "Dizem que a Justiça é corrupta, que tem juiz vendendo sentença, mas não citam nomes. Isso contraria a Constituição, que diz que a CPI deve ser instalada em função de fatos concretos", destaca Rodrigues. A afirmação levou vários deputados a se manifestarem a favor da instalação da CPI. Em nota oficial, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Estado, Paulo Quesado, tornou público o apoio à iniciativa da Assembléia Legislativa de instalar a CPI "com o fim de que sejam apurados fatos envolvendo o Poder Judiciário."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.