Assembléia decide desocupação da UnB

PF aguarda até hoje para cumprir ordem judicial de retirada de invasores

Fabio Graner, BRASÍLIA, O Estadao de S.Paulo

07 de abril de 2008 | 00h00

Os estudantes da Universidade de Brasília (UnB) decidem hoje se mantêm a ocupação da reitoria ou se cumprem a decisão judicial que determinou a desocupação imediata dos espaços invadidos. A assembléia-geral - com os invasores e mais os estudantes que se mantêm no saguão do edifício da reitoria - está prevista para o meio-dia de hoje. Os líderes prometeram que às 15 horas vão procurar a direção da UnB e a Polícia Federal para comunicar a deliberação da assembléia. Durante o fim de semana a Polícia Federal negociou com os estudantes o cumprimento da decisão judicial, mas os alunos se mantiveram irredutíveis, afirmando que só deixarão a reitoria depois que o reitor Tymothy Mulholland renunciar. A reitoria da UnB descartou essa possibilidade. A PF indicou que vai esperar a assembléia dos estudantes para agir. A invasão da reitoria ocorreu na quinta-feira. No dia seguinte a Justiça determinou a desocupação e instituiu multa de R$ 5 mil por hora se o Diretório Central dos Estudantes (DCE) descumprisse a decisão. Os estudantes que invadiram a reitoria da UnB reivindicam a saída de Mulholland por conta de suposto uso irregular de recursos da instituição no apartamento funcional do reitor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.