Assembléia de SP repassa frota de 134 carros ao Fundo de Solidariedade

A frota de 134 veículos seminovos da Assembléia Legislativa de São Paulo, que será substituída por modelos Corolla 1.8 Flex zero quilômetro, terá como destino o Fundo de Solidariedade e Desenvolvimento Social e Cultural do Estado de São Paulo (Fussesp). Avaliados em R$ 4,5 milhões, os carros - 120 Astra Sedan e 14 Bora - foram comprados em 2005. Segundo a Casa, a troca foi feita porque estariam gastando muito combustível.O Estado noticiou há 10 dias que, às vésperas de encerrar o ano, o Legislativo paulista decidiu renovar, em uma compra de R$ 9,7 milhões, toda a frota de carros de uso dos deputados e funcionários e o painel eletrônico de votação do plenário. O gasto maior foi com os Corolla, R$ 7,2 milhões. Foram comprados 145 veículos, ao custo de R$ 49.900 cada. Segundo a Assembléia, a compra ficou R$ 1,6 milhão mais barata do que o previsto inicialmente - R$ 8,8 milhões. Parte dos veículos novos já foi entregue.A doação foi oficializada ontem, em publicação no Diário Oficial. O Fundo de Solidariedade, do governo estadual, é coordenado pela primeira-dama Mônica Serra.O presidente da Assembléia, Vaz de Lima (PSDB), disse que tentou vender os veículos, mas não obteve em leilão o preço mínimo estipulado pela Casa, R$ 4,5 milhões. Os interessados ofereceram R$ 2 milhões. Dessa forma, justificou o deputado, a alternativa encontrada foi a doação.A previsão é de que, ao fim do recesso parlamentar, em fevereiro, toda a frota esteja à disposição dos deputados e departamentos, como a presidência, as duas vice-presidências e as quatro secretarias da Mesa Diretora. A compra de fim de ano do maior Legislativo estadual do País não parou por aí. No dia 19, quando os parlamentares já estavam em férias, foram adquiridos mais 19 veículos - 12 Peugeot 207, 5 peruas Parati e 2 Kombis - ao custo de R$ 719 mil, totalizando um gasto de R$ 7,9 milhões em 164 carros novos. O painel eletrônico custará aos cofres estaduais R$ 1,8 milhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.