Assembléia de AL pagou trio elétrico, acusa PF

O superintendente da Polícia Federal em Alagoas, delegado José Pinto de Luna, disse que o deputado estadual Ricardo Nezinho (PT do B) usou verba da Assembléia para comprar um trio elétrico. Segundo o superintendente da PF, o trio elétrico de Nezinho foi pago com a verba de Gratificação de Atividade Parlamentar (GAP), criada no início de 2007 pela Mesa Diretora da Casa. Nezinho confirma que comprou o trio elétrico, mas nega que o dinheiro tenha sido da Assembléia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.