ANDRE DUSEK/ESTADÃO
ANDRE DUSEK/ESTADÃO

As gafes do governo Dilma

De saudação à mandioca em discurso ao 'deboismo' no perfil do Ministério do Trabalho, relembre alguns episódios emblemáticos

O Estado de S. Paulo

07 Novembro 2015 | 05h00

Em tempos de crise, tudo fica mais tenso, as decisões são mais difíceis de serem tomadas, e daí para algo dar errado basta uma frase, um instante, um clique. Se em 2015 o governo Dilma Rousseff vive problemas na economia e na política, tampouco passou batido quando o assunto são gafes e mal-entendidos. Veja as declarações e postagens de órgãos federais, ministérios e da própria presidente que deram o que falar nas redes sociais.

JUNHO: A saudação à mandioca e à 'mulher sapiens'

Em um discurso cheio de frases hilárias, que provocou muitos risos na plateia, a presidente Dilma Rousseff participou nesta terça-feira, 23, da cerimônia de lançamento dos Primeiros Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. Dilma, discursando de improviso, saudou a mandioca

 

JULHO: Dilma e as metas do governo

 

 

SETEMBRO: Ministério do Trabalho, um adepto do 'deboísmo'

Perfil oficial da pasta divulgou imagem com desenho de bicho-preguiça e mensagem de movimento que surgiu nas redes sociais

 

SETEMBRO: Dilma cita a arca de Noé em discurso sobre ciência

 

 

NOVEMBRO: O 'erro crasso' da Justiça sobre os jihadistas

O Ministério da Justiça afirmou em resposta a um usuário do Facebook que jihadistas “merecem respeito”, pois podem trazer “progresso ao Brasil”, como “qualquer outro povo”. Jihad é um termo árabe que originalmente significa “luta” ou “empenho” em disseminar a fé, mas passou a ser usado por radicais islâmicos como convocação para a “guerra santa”

 

Mais conteúdo sobre:
Dilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.