Artistas e intelectuais negam apoio a Dilma e Serra

Artistas e intelectuais contestaram a inclusão de seus nomes nas listas de pessoas que apoiam as candidaturas à Presidência de Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB). Incluída entre os nomes que assinaram um manifesto em favor de Dilma, a escritora de livros infantis Ruth Rocha enviou anteontem a amigos e jornalistas um e-mail negando veementemente seu apoio à candidata. "Eu não a apoio. Incluir meu nome naquele manifesto é um desaforo! Mesmo que a apoiasse, não fui consultada. Seria um desaforo da mesma forma", escreveu a autora, que avaliou que o fato revela "falta de educação e a porção autoritária cada vez mais visível no PT".

AE, Agência Estado

29 de outubro de 2010 | 12h00

O esclarecimento aconteceu dias depois de José Padilha, diretor de Tropa de Elite, cujo nome também constava do manifesto, negar que o tivesse assinado. Ao Estado a escritora reiterou que vota em Serra - aceitou inclusive gravar depoimento para a campanha do candidato do PSDB, disponibilizado na internet ontem. "Várias pessoas me ligaram e me avisaram que meu nome aparecia lá. O meio que eu tinha de responder era escrevendo para quem pudesse para esclarecer minha posição", disse.

Lista tucana

Assim como no caso petista, a campanha do tucano José Serra passou ontem pelo mesmo constrangimento. Ao menos três dos 287 incluídos na relação - o escritor Afonso Romano de Sant?Anna e os cantores Ivan Lins e Sandra de Sá - não autorizaram o uso de seus nomes. Sandra de Sá declarou apoio a Dilma. Sant?Anna e Lins afirmaram não apoiar nenhum dos candidatos.

A produtora Erika Breno, que cuida do Twitter de Ivan Lins, fez uma reclamação por escrito ao blog O Brasil com Serra, primeiro a divulgar a lista - que reúne nomes como os do casal de atores Tarcísio Meira e Glória Menezes, da dupla Rick e Renner, da escritora Lya Luft e da cantora Sandy. O nome do cantor foi retirado da relação ontem, mas permanecia em outros sites não oficiais que haviam reproduzido a original. A produtora esclareceu no Twitter de Lins: "Ivan Lins não apoia nenhum dos candidatos à Presidência no segundo turno. Qualquer informação nesse sentido é falsa."

A assessoria de Serra não quis comentar o fato, alegando que a lista não é de responsabilidade da campanha - a iniciativa partiu dos artistas. Pelo Twitter, Serra fez questão de agradecer às personalidades, dando o link do blog O Brasil com Serra: "Muito obrigado a todos os artistas e intelectuais que assinaram um manifesto em apoio à minha candidatura." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.