Artistas e atletas chegam a acordo sobre incentivo ao esporte

Artistas e esportistas foram nesta terça-feira, 12, ao Congresso Nacional para discutir a Lei de Incentivo Fiscal ao Esporte e saíram com a promessa de um acordo que agradou as duas partes. Com o acordo, os esportes iriam para outro inciso da lei e, com isso, as duas áreas não precisariam compartilhar os recursos. O projeto deverá ser votado na quarta-feira, 13, na Comissão de Educação do Senado. Pelo projeto, que já foi aprovado na Câmara dos Deputados, a área de esportes dividiria os incentivos de 4% que as empresas destinam à cultura. ?É um dia de paz?, disse a atriz Fernanda Montenegro, durante audiência com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). ?O acordo possibilita o atendimento simultâneo à cultura e ao esporte. E essa convergência precisa ser concretizada rapidamente, e eu vou trabalhar para que isso aconteça?, afirmou Renan. O secretário de Fomento do Ministério da Cultura, Marco Antônio Acco, disse que, com o acordo, o esporte e a cultura não precisarão disputar os mesmos patrocinadores. Segundo o secretário, em 2005, pouco mais de 1.900 empresas investiram em cultura pela Lei Rouanet ou de Audiovisual.

Agencia Estado,

12 Dezembro 2006 | 18h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.