Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
ANDRE DUSEK/ESTADÃO
ANDRE DUSEK/ESTADÃO

Arsenal de Collor contra Janot inclui calhamaço de 158 páginas

Papelada do senador, que foi denunciado pelo procurador na Operação Lava Jato, inclui representações em que acusa chefe do MP de agir com seletividade e inércia em investigações, abuso de poder e indução, autopromoção e desperdício de dinheiro público

RICARDO BRITO, BEATRIZ BULLA E TALITA FERNANDES, O Estado de S. Paulo

26 de agosto de 2015 | 10h41

BRASÍLIA - Para questionar a recondução do procurador-geral da República, Rodrigo Janot ao cargo, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, o ex-presidente e senador Fernando Collor (PTB-AL) apresentou um voto em separado no qual anexou à indicação da presidente Dilma Rousseff ao chefe do Ministério Público Federal um calhamaço de 158 páginas.

Collor chegou à comissão nesta quarta-feira, 26, cinco minutos depois de Janot e sentou-se na primeira fila, em frente à cadeira do presidente da CCJ, senador José Maranhão (PMDB-PB). A comissão já abriu a sabatina e Janot já fez sua exposição inicial.

A papelada inclui as cinco representações que Collor - denunciado por Janot na Operação Lava Jato - move no próprio Senado em que acusa, entre outros supostos fatos, o chefe do MP de agir com seletividade e inércia em investigações, abuso de poder e indução, autopromoção e desperdício de dinheiro público. Todas essas representações visariam, em hipótese, ao afastamento do procurador-geral do cargo.

Constam ainda outros dois pedidos de auditoria feitos por Collor para que o Tribunal de Contas da União (TCU) realize duas auditorias em contratos da Procuradoria-Geral da República (PGR) sob a gestão de Janot. Esses pedidos foram aprovados em sessão relâmpago após a deflagração da Operação Politeia, no dia 14 de julho, que levou a busca e apreensão contra Collor e outros dois senadores.

Tudo o que sabemos sobre:
SenadosabatinaJanotCollor

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.