Arruda vai "defender seu mandato", diz deputado

O líder do governo no Congresso, deputado Arthur Virgílio (PSDB-AM), afirmou que o ex-líder do governo no Senado, senador José Roberto Arruda (sem partido-DF), não vai renunciar ao mandato. "Ele vai percorrer todos as passos na Casa para defender seu mandato", disse Virgílio. Ele foi chamado hoje pelo presidente Fernando Henrique Cardoso a uma reunião no Palácio da Alvorada que acabou se transformando em almoço, do qual participou também o governador cearense, o tucano Tasso Jereissatti. O líder do governo relatou que o presidente mantém a posição de não interferir nos assuntos internos do Senado, onde, além de Arruda, enfrentam problemas o ex-presidente da Casa Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), acusado, com o ex-líder, de ter promovido a violação do sigilo do painel de votações, e o atual presidente da Casa, senador Jader Barbalho (PMDB-PA), apontado como beneficiário de desvios de verbas da Sudam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.