Arruda quer "evitar constrangimento" ao PSDB

Em carta de quatro linhas que encaminhou ao presidente do PSDB, senador Teotônio Vilela Filho (AL), o ex-líder do governo no Senado, José Roberto Arruda, explica que pediu afastamento do PSDB "para evitar qualquer tipo de constrangimento ao partido" que, segundo acrescentou, sempre defendeu. Em conversa com os senadores, Arruda esclareceu que o "constrangimento" seria inevitável, uma vez que a abertura de processo de expulsão do PSDB, recomendado pela bancada de deputados, duraria cerca de 90 dias, aumentando ainda mais o desgaste do partido. Na carta que enviou ao senador Vilela, Arruda solicita o seu afastamento do PSDB "tendo em vista os acontecimentos" envolvendo o seu nome e "que são de conhecimento público".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.