Arruda protocola no STF compromisso de manter licença

Estratégia da defesa é aumentar as chances de o governador obter vitória no julgamento do habeas corpus

Leandro Colon, de O Estado de S.Paulo,

03 de março de 2010 | 15h40

A defesa do governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, acaba de protocolar no Supremo Tribunal Federal documento que inclui compromisso de ficar licenciado da chefia do Executivo do DF até o final das investigações do mensalão, em Brasília.

 

Veja também:

linkDeputada petista será relatora de processo contra Eurides Brito

linkNão há negociação, diz ministro do STF sobre prisão de Arruda

link Defesa de Arruda não tem dúvidas sobre manipulação de vídeos

link Arruda vai se comprometer no STF a ficar afastado

blog Blog do Bosco: Esquema Arruda é suprapartidário

 

 

A estratégia da defesa ao apresentar o documento é aumentar as chances de obter vitória no julgamento do habeas corpus, marcado para esta quinta-feira, 4, no Supremo. O documento é assinado pelo próprio Arruda e por seus advogados. A licença até o fim das investigações já havia sido anunciada pelo advogado Nélio Machado, na semana passada, e deverá ser oficializada aos magistrados nesta quarta-feira, 3.

 

Dentro dessa estratégia, faz parte também o envio de uma carta à Câmara Distrital, em que Arruda faz a mesma promessa: não retornar ao comando do governo se for libertado pela Justiça. Arruda resiste em renunciar ao cargo, embora saiba que uma decisão desse tipo facilitaria sua soltura, já que a prisão preventiva foi decretada porque ele foi acusado de usar o cargo para atrapalhar as investigações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.