Arruda pede acareação com Regina

O senador José Roberto Arruda (sem partido -DF) negou que tenha recebido qualquer ligação telefônica da ex-diretora do Prodasen, Regina Célia Borges, no dia 28 de junho, antes do início da sessão em que foi votada a cassação do ex-senador Luiz Estevão. A informação sobre tal telefonema foi dada pela própria Regina Borges em conversa que teve hoje, pelo telefone celular, com o senador Eduardo Suplicy (PT-SP). "Eu não recebi (telefonema) e não falei com ela", disse Arruda.Para comprovar sua afirmação, Arruda leu trechos do depoimento de Regina ao Conselho de Ética do Senado segundo o qual ela manifestava dúvidas se havia ou não ligado para ele para dar um retorno sobre a conversa que tiveram no dia anterior. Arruda pediu que fosse feita agora uma acareação com Regina para esclarecer a verdade. "Que ela venha aqui", afirmou ele, pedindo a acareação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.