Arruda não dormiu esta noite, segundo assessor

Chefe da Casa Militar do governo do DF disse que a situação vivida pelo governador é 'humilhante'

Vannildo Mendes, da Agência Estado,

12 de fevereiro de 2010 | 12h34

O governador licenciado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, não conseguiu dormir esta noite na Superintendência da Polícia Federal, onde está preso. Segundo o chefe da Casa Militar do governo do Distrito Federal, coronel Ivan Gonçalves, Arruda está sofrendo muito, assim como a família e as pessoas que o assessoram. O coronel deixou há pouco a Superintendência, antes da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, de manter Arruda na prisão. Para o coronel "a situação é humilhante". Segundo ele, a prisão do governador contraria o estado de direito, por ele não ter sido ouvido.

 

Veja também:

link Marco Aurélio mantém prisão de governador José Arruda

link Três que tiveram prisão decretada com Arruda estão foragidos

link Reunião de Paulo Octávio com deputados distritais é cancelada

especial Entenda a operação Caixa de Pandora

 

Pequenos grupos de aliados do governador licenciado José Roberto Arruda, estão começando a chegar à Superintendência da Polícia Federal, onde ele está preso. Os populares carregam faixas e cartazes em apoio ao governador, com as frases: "Arruda vá até o fim, Brasília depende de você para continuar organizada" e "Quem ama Brasília torce por Arruda". Um dos grupos formados por senhoras evangélicas está munido de megafone com mensagem como "Segura na mão de Deus, que vai dar certo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.