Arruda faz primeira reunião com secretários após escândalo

Dos 18 secretários do governo, pelo menos 15 foram substituídos após o surgimento das denúncias de mensalão

Nélia Marquez, da Agência Estado,

14 de dezembro de 2009 | 16h07

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (ex-DEM), faz na tarde desta segunda-feira, 14, a primeira reunião com seu secretariado após a divulgação pela Polícia Federal das denúncias sobre o esquema de distribuição de propina na chamada Operação Caixa de Pandora.

 

Veja também

linkPF deve pedir hoje quebra do sigilo de 'mensaleiros'

linkRede de cargos de confiança é trunfo para salvar Arruda

linkManifestantes fazem carreata e pedem saída de Arruda do cargo

linkAcuado por denúncias, Arruda anuncia desfiliação do DEM

linkCâmara Legislativa do DF cria CPI para apurar mensalão do DEM

lista Veja tudo o que foi publicado sobre o mensalão do DEM

 

Dos 18 secretários do governo, pelo menos 15 foram substituídos após o surgimento das denúncias de um suposto mensalão no DF. Parte deles são acusados de envolvimento direto no esquema de propina. Outros, porém, tiveram de se afastar em função da decisão de alguns partidos de abandonar a base do governo Arruda.

 

A reunião será no Centro Administrativo de Taguatinga, o Buritinga, local onde funciona a sede do governo do DF desde o início da administração do governador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.