Arruda espera julgamento de habeas-corpus ainda hoje

A defesa do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, espera que o pedido de habeas-corpus para o governador seja analisado ainda hoje pelo ministro Marco Aurélio de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF).

JOÃO DOMINGOS, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2010 | 18h40

O advogado Nélio Machado disse estar confiante que o pedido será aceito e que o governador ganhará liberdade. Segundo ele, o pedido de prisão preventiva é algo excepcional e, no caso de Arruda, segundo sua avaliação, não havia necessidade dessa excepcionalidade.

Machado destacou que o País vive em um Estado de Direito e que, por isso, confia no habeas-corpus. Para o advogado, a "prisão foi abusiva, ilegal e desnecessária". Segundo ele, em um Estado de Direito, sempre se tem o contraditório e, neste caso no Distrito Federal, o governador Arruda não foi ouvido e todas as versões existentes sobre o suposto esquema de corrupção são da Polícia Federal e do Ministério Público. Para Machado, somente em Estados totalitários não se tem o contraditório.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.