Arruda é notificado sobre processo de impeachment

Governador licenciado do DF tem prazo de 20 dias para apresentar defesa no caso do 'Mensalão do DEM'

Leandro Colon, O Estado de S.Paulo

08 de março de 2010 | 19h02

O governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, foi notificado no final da tarde desta segunda-feira da abertura do processo de impeachment contra ele na Câmara Legislativa. Assim como na última sexta-feira, Arruda recusou-se a assinar a notificação, mas o aviso foi oficializado pelo deputado Batista das Cooperativas (PRP) e mais duas testemunhas levadas por ele à Superintendência da Polícia Federal, onde Arruda está preso desde o dia 11 de fevereiro.

 

Veja também:

linkCPI no DF terá oposição em relatoria e vice-presidência

linkArruda terá 10 dias para se defender antes de votação

blog Blog do Bosco: Paulo Octávio na Justiça comum

mais imagens 'Masmorra' de Arruda tem frigobar, sofá e ar

 

Ao sair da sede da PF, Batista das Cooperativas - primeiro-secretário da Câmara - contou que informou a Arruda do prazo de 20 dias para que ele se defenda do processo, aberto em cima das investigações do inquérito conduzido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) sobre o esquema do "Mensalão do DEM" em Brasília. Depois deste prazo, um novo relatório em cima da defesa de Arruda deve ser determinado pela Comissão Especial que analisa o caso na Câmara Legislativa. Arruda tem até a segunda votação em plenário para renunciar ao mandato e preservar os seus direitos políticos, decisão a que ele resiste até o momento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.