Dida Sampaio/AE
Dida Sampaio/AE

Arruda deve receber visita de Paulo Octávio nesta quarta

Governador em exercício também aguarda retorno de Lula para tentar obter uma audiência com o presidente

Rafael Moraes Moura e Ana Paula Scinoca, da Agência Estado,

17 Fevereiro 2010 | 13h35

O governador licenciado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, recebeu nesta quarta-feira, 17, a visita da mulher, Flávia Arruda, com quem ficou cerca de 40 minutos em uma sala da Superintendência da Polícia Federal, onde está preso desde a última quinta-feira, 11.

Veja também:

link DEM deve abrir processo para expulsar PO

link Secretário do DEM defende permanência de PO

link Para evitar intervenção, Câmara deve cassar 3

linkPara aliados, Arruda renunciará

linkVice de Arruda vai a Lula em busca de apoio

especialEntenda a operação Caixa de Pandora

Flávia foi a única visita até agora, nesta quarta-feira. Ele levou o almoço ao governador licenciado. A expectativa é de que ainda hoje Arruda receba o governador em exercício, Paulo Octávio. Mas até o início da tarde, a Polícia Federal não recebeu nenhum pedido para a visita.

Paulo Octávio aguarda retorno da Presidência da República para se encontrar ainda hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O governador em exercício espera contar com o apoio do presidente para administrar o Distrito Federal.

Na terça-feira, 16, Paulo Octávio viajou 200 quilômetros de Brasília até Goiânia para tentar conquistar o apoio do seu maior crítico, o senador Demóstenes Torres, que defende a expulsão do governador do DEM. Mas o senador não mudou sua posição.

Paulo Octávio, que no último sábado já havia admitido que pode renunciar ao cargo, acrescentou ontem, depois do encontro com Demóstenes, que a solução para a crise política pode ser mesmo entregar o governo aos presidentes da Câmara Distrital ou do Tribunal de Justiça do DF.

Pela Lei Orgânica do DF, a linha sucessória é completada pelo vice-presidente da Câmara, o petista Cabo Patrício, e o desembargador Nívio Gonçalves, que preside o TJ-DF.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.