Arruda defende votação fechada de relatório

O senador José Roberto Arruda (sem partido-DF) disse esta manhã que, como o senador Roberto Saturnino Braga (PSB-RJ) apresentou um relatório de mérito, ou seja, pedindo a cassação do mandato, a votação deveria ser fechada no Conselho de Ética. "Obviamente que o voto não pode ser aberto", ressaltou o senador, argumentando que o Conselho votará na próxima quarta-feira um pedido de cassação e não apenas a solicitação para a abertura do processo por quebra de decoro parlamentar.Arruda criticou o relatório de Saturnino que, no seu entender, teria apresentado uma conclusão de mérito para atender às pressões políticas. "É um processo de linchamento público e o julgamento não é justo nem democrático", disse Arruda. Para ele, o episódio da violação do painel eletrônico está tendo tratamento desproporcional, lembrando, por exemplo, que o senador Luiz Estevão foi cassado pelo desvio de recursos públicos em benefício próprio. "Quem viu uma lista de votação deve ser punido com pena máxima? Quem deve ser punido com pena máxima é quem roubou e tem um monte de ladrões soltos por aí", desabafou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.