Arruda admite encontro com Regina no dia 27

O senador José Roberto Arruda(sem partido-DF) admitiu, pela primeira vez, que se encontrou com a ex-diretora do Prodasen Regina Borges na véspera dacassação do mandato de Luiz Estevão.Até entaão, o senador vinha alegando, tanto em seu depoimento da semana passada noConselho de Ética quanto nos três discursos que fez no plenário da Casa, que não se lembrava de quando teria sido o encontro com aex-diretora, sempre aventando a possibilidade de que o encontro poderia não ter ocorrido no dia 27 de junho do ano passado,véspera da cassação de Estevão.Segundo a Arruda, a quebra do seu sigilo telefônico revelou que há uma ligação dele para Reginaneste dia e não nos dias 26 ou 22, como já fora cogitado.Regina, em resposta à senadora Heloisa Helena (PT-AL), admitiu que teriasido "coagida psicologicamente" quando o senador Arruda apresentou a solicitação em nome do senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA)para ter acesso ao voto dos senadores na sessão do dia 28."Sim, psicologicamente, me senti premida a resolver o problema, oque se revelou na forma como eu o resolvi" , afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.