Arraes diz que Garotinho não atrapalha

O presidente nacional do PSB e ex-governador de Pernambuco, Miguel Arraes, disse hoje que a entrada do governador do Rio, Anthony Garotinho, no PSB, não tornará inviável qualquer tipo de discussão em torno de uma chapa comum das esquerdas para disputar as eleições presidencias de 2002. "Pelo contrário, a entrada do governador Garotinho fortalece o PSB para o debate. Não devemos discutir nomes agora, mas sim um projeto comum para 2002", disse Arraes, que encontra-se na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) onde acontece a cerimônia de filiação de Garotinho ao PSB. Junto com o governador ingressam no partido 115 vereadores, 13 deputados estaduais, 3 federais, 33 prefeitos e 10 secretários que saíram do PDT em 2000. Segundo o deputado estadual Jamil Haddad (PSB), Garotinho está entrando no PSB como um militante comum. "Temos um documento no qual ele não estabelece condições para entrar no partido, como disputar a reeleição ou mesmo a presidência da República", disse Haddad.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.